Madness to Johnny Depp!!!: Fevereiro 2009

domingo, fevereiro 22, 2009

Ooi gente queridaa!
Eu sou a filha da Jackie, que é a administradora do blog...
Em uma "cartinha" (cartona, risos =D) vou contar toda a nossa aventura pelo Depp:

Sou a Mylena, tenho 13 anos e minha história com o ator Johnny Depp começou no dia 04/10/2.004. Nesse dia, eu e minha mãe resolvemos ir numa locadora pertinho de casa locar uma fita. Chegando lá, muitos filmes apareceramm em nossa frente. Mas qual pegar?
De repente mamãe disse:
-Que tal irmos de PIRATAS? O pirata da capa é muito bonitão e parece que eu conheço o artista...
Assim, pegamos o filme: Piratas do Caribe a Maldição do Pérola Negra.
E realmente mamãe “mandou bem”, o filme foi ótimo. Tão ótimo, que o vimos mais de 30 vezes em apenas alguns dias antes de devolvê-lo.
Logo minha mãe percebeu que o Capitão Jack Sparrow, personagem principal, era o ator Johnny Depp, que ela gostava muito pela brilhante atuação em Edward Mãos de Tesoura de Tim Burton. Ela também o conhecia da série: Anjos da lei= 21 Jump Street, que ela via muito na tv quando era mais moça.
Um dia sem eu esperar, ela veio com uma idéia muito louca...
-Que tal escrevermos a parte II do filme, como aquela escritora JK escreveu H. P? Com uma diferença, eu sou JMK... Risadas e mais risadas. Faremos a história em homenagem a ele. Que tal?
Eu aceitei.
Num dia em que mamãe já tinha uma big pasta com tudo, ou, quase tudo sobre ele, eu disse:
-Que tal tentarmos mostrar para ele pessoalmente nossa linda homenagem?
Imaginem a euforia que dona Jackeline começou a ter?!
Não foi fácil agüentar suas melosas frases sobre ele, mas era muito engraçado. Rimos muito e fizemos muitos planos para quando estivéssemos cara a cara com o ator.
Como eu poderia imaginar, que eu com apenas 9 anos iniciaria uma aventura incrível, de ser uma escritora mirim, a qual eu gostaria de seguir dali em diante?
O fato é que na realidade ficamos envolvidas no... vamos dizer assim, “mini roteiro” e logo estávamos criando diálogos e indo de uma cena para outra como se fossemos roteiristas gabaritadas de Hollywood. Imaginem só: uma garotinha e uma simples fã, porém incondicional, escrevendo uma história para um gênio do cinema! Parece brincadeira, não é mesmo? Mas na verdade não é! Risos. Parece ser muita pretensão, não acham? Mas sabe que a história ficou muito legal para duas aprendizes de escritoras? Temos certeza que o Johnny vai ficar lisonjeado quando lê-la.
Ela perguntava para mim o que uma fã da minha idade gostaria de ver num segundo filme. E assim ela ia escrevendo e eu ajudando. Foi demais!!!
Daquele dia em diante minha mãe nunca mais foi a mesma. Ela começou a investigar a vida do ator, como que para lembrar de algo que não sabia explicar ao certo.
Ela vibrou quando descobriu alguns detalhes importantes da vida do astro de Hollywood. Mas murchou como uma flor quando descobriu que ele já tinha uma companheira, a cantora Vanessa Paradis e tinha com ela dois filhos, Lily-Rose Melody e Jack John.
Com o passar do tempo ela percebeu que não tinha ciúmes da Vanessa, pois descobriu em várias reportagens em que ele dizia que ela o fazia e o faz muito feliz e foi a partir dessa união que ele se encontrou na vida. Isso acalentava e acalenta até hoje o coraçãozinho de minha mãezinha.
Começamos ir numa Lan House perto de casa quase todos os dias, para investigar os pormenores da vida do Depp e imprimir várias fotos dele. O D., dono da Lan House , que o diga, pois o importunamos muito. Em casa não tínhamos internet. Minha mãe era e é apenas uma simples professora primária e de alfabetização de adultos.
Mas como mostrar para um ator tão afamado como ele, o que duas fãs do sul do Brasil tinham feito especialmente para ele? Bom, foram muitas e muitas horas de internet e nada! Ela enviou e-mails para milhares de lugares: revistas, atores brasileiros, repórteres, programas e nada! Foram tantas as frustrações que comecei a achar que aquele era um sonho “impossível” ou pelo menos, “quase impossível”.
Até que um dia um, após minha lutadora ter enviado um e-mail para o editor de um programa aqui de Curitiba, ele respondeu nos dando esperança que iria achar um jeito de encaixar nossa história no seu programa. Nossa!!! Foram sonhos e mais sonhos de que alguém visse o tal programa e nos ajudasse a mostrar nossa homenagem ao ator. Porém, após vários meses nada aconteceu, somente mais uma decepção.
Mas a garra de minha mãe sempre foi tanta, que ela não desistiu.
No final de 2.005 houve um boato nos sites relacionados ao ator, que ele viria para o Brasil no próximo ano, durante a corrida de barcos Volvo Ocean Race, num barco patrocinado pela Disney, para divulgar o filme II. Ficamos alertas! Mamãe ficou estérica!
-O Johnny vem para o Brasil, viva!!! Vamos mostrar nossa homenagem para ele... Enfim a chance que sonhamos!
Porém, em março de 2.006 o barco veio, mas o Depp não. Outra decepção. Mas a cabecinha dela não parava de funcionar e ela teve mais uma idéia.
Neste mesmo mês estava tendo um evento internacional em nossa cidade: COP 8 MOP 3 (ver fotos), sobre a biodiversidade no mundo. Era lá que teríamos a chance de encontrar alguém que nos ajudasse. E o que ela fez? Mandou fazer duas faixas. Uma com quase seis metros para chamar atenção do ator e outra para o Capitão Paul Cayard do Barco da Disney. E vocês acreditem ou não, mas ninguém tomou conhecimento de nossa atitude, mesmo colocando a faixa maior no lugar onde os repórteres faziam suas credenciais (ver fotos). Após uns minutos, solicitaram para que tirássemos a faixa dali, mas minha mãe não desistiu. Saímos e fomos para o canteiro no meio da avenida principal em frente ao Expotrade onde estava sendo realizado o evento. Mesmo assim, parecia que ninguém nos via.
Era uma aventura que ninguém jamais poderia me proporcionar...
Minha mãe tinha uma meta. Como minha vó havia descoberto que era CELÍACA, alérgica ao glúten do trigo e achava que nunca mais iria comer nada com glúten, aveia, malte ou centeio, ela achou que se conseguisse divulgar nossa história, poderia ganhar algum dinheiro e ajudar a Associação dos Celíacos do Paraná a descobrirem a cura para a doença.
Além das nossas faixas, eu e ela entregávamos panfletos sobre a doença para todos que entravam na exposição e explicávamos o objetivo dessa “loucura”.Temos tudo registrado em fitas de um pequeno gravador e várias fotos. Até que veio a fiscalização e tivemos que sair dali. Passamos nessa hora um aperto, mas graças ao nosso amigo Z. que naquela hora estava conversando conosco, foi bem mais “light”. Ufa!!! Que sufoco.
Mas infelizmente não adiantou nada.
Passamos a freqüentar o local do evento. Conseguimos conhecer alguns repórteres de diferentes emissoras (ver fotos), mas de nada adiantou. Nossa longa aventura não interessava para ninguém. Mas minha mãe não desistia. Num outro dia ficamos num parque muito bonito que temos na cidade (ver fotos) e ali as pessoas nos deram muita atenção, mas ninguém podia nos ajudar. Pensa que minha guerreira desistiu?
Hoje já fazem quase cinco anos desde aquele dia em que pegamos a fita.
Após um amigo nosso, o professor C., nos dar a idéia de fazermos um livro, minha mãe tem mais esperança. E o livro está ficando especial mesmo!!! Minha mãezinha liga a música do Hans Zimmer, que é o autor da trilha sonora do filme e começa a perguntar:
-O que acha se eu escrever isso... O que acha se o Capitão Jack Sparrow falar isso... Que tal se colocarmos esse personagem?
Tenho certeza que ela nunca vai desistir e um dia ela realmente vai ficar frente a frente com o Johnny Depp e dizer:
-Finalmente filha, conseguimos realizar nosso sonho!!!
Hoje ela acredita que essa ligação com o Johnny pode ser de vidas passadas, mas isso só Deus sabe!
Tudo por e com o Johnny Depp no coração!!!
“Só quem acredita num sonho consegue realizá-lo!!!

Um beijo de luuz!
Olá galera!
Minha filha e eu criamos este blog para divulgar nosso AMOR pelo ator, músico e diretor Johnny Depp. Também, é claro, para divulgar as "loucuras" que outras fãs já fizeram para conhecê-lo.
Se quiser ver a sua "loucura" pelo nosso amado Johnny Depp aqui, mande um e-mail com seus dados, fotos e sua história para:
johnnydeppmadness@hotmail.com
Ficaremos muito felizes em publicar!
E não esqueçam de divulgar o blog, heim! Risos...
Uma de muitas fotos preferidas:


hehehe
Abraço Fraternal...